Facebook está sendo cada vez menos usado no Japão

Está sendo cada vez mais comum, todos os dias você vê alguém comentando que o Facebook já não é mais o mesmo e o interesse na rede social está diminuindo. No Japão as coisas já começaram a ficar preocupantes para o Sr. Zuckerberg.

O Facebook foi lançado no Japão em 2008, e como em todas as partes do mundo, foi um sucesso absurdo, alcançando cerca de 17 milhões de usuários ativos. Recentemente o número diminuiu para 13 milhões. Os usuários reclamam que o site não tem apresentado mais nenhuma novidade e deixou de permitir nomes incomuns, o que é algo ruim para o público japonês, que gosta de usar apelidos em redes sociais.

Line AppSites e blogs relacionados a internet no Japão já estão comentando que 2013 será o ano de despedida do Facebook por lá e ao que tudo indica, é um caminho sem volta, já que uma rede social chamada LINE está tomando o lugar, já contando com cerca de 41 milhões de usuários Japoneses.

Em opinião pessoal, penso que o Facebook está cavando a sua própria sepultura com o excesso de cobranças. Para quem tem páginas lá, o alcance de usuários reduziu drásticamente de uns tempos para cá, e você só consegue expandir isso se pagar, e o valor não é muito camarada. Atualmente, 90% do que é visto na sua timeline são posts pagos.

Inclusive grandes empresas já estão sentindo isso na pele, a norte-americana Zynga, criadora do Farmville, anunciou recentemente uma demissão em massa de cerca de 500 funcionários, por conta da perda de audiência no Facebook, alcançando prejuízos de quase US$200 milhões.

Com o forte poder aquisitivo do público Japonês, Mark Zuckerberg deveria se preocupar mais em mudar os rumos da rede social para não tomar o mesmo caminho de esquecimento do Orkut. Lembra?

Esta matéria possui informações do Rocket News 24 e Metropolis Mag

Fotos: Reprodução

Matérias Parecidas