Mulher afirma que Lisa Presley roubou sua identidade

Em 1997 Lisa Johansenn publicou o livro I, Lisa Marie: The True Story of Elvis Presley’s Real Daughter onde contava a estranha história em que Priscilla e Elvis Presley eram seus verdadeiros pais e que a conhecida Lisa Presley era uma impostora por quem foi trocada na infância (Oi??). O livro ganhou atenção da imprensa na época mas logo foi esquecido, Lisa Johansenn porém diz não ter esquecido a verdadeira história.

Segundo Johansen, após a morte de Elvis em 1977, sua mãe Prisicila Presley teve medo de que fizessem algum mal a herderia de um icone tão importante (e rico) e levou sua filha para a Suécia, na época com 9 anos. Lá ela teria sido trocada por outra garota e forçada a mudar de sobrenome para sua segurança. Que teoria louca né? Como uma mãe trocaria de filha assim e ficaria quieta para sempre?

Em seu livro, Johansen mostra provas de que está falando a verdade. Uma delas é uma análise do crânio de Lisa Presley criança e adulta. A explicação é que o crânio não diminui quando você cresce e como o da Lisa Presley de hoje é menor que o da Lisa Presley criança, tem algo errado ai né?

Recentemente ela entrou com um pedido de investigação de roubo de identidade no Reino Únido, o que levou a familia Presley a acionar a advogada Marty Singer – conhecida por representar outros nomes de hollywood, que garantiu que as acusações são falsas e maliciosas. Em resposta Johansenn entrou com um processo por difamação e danos morais em Tennessee (Eua) exigindo 130 milhões de dólares.

A diferença da polêmica de mais de 20 anos atrás, é que dessa vez uma exame de DNA foi finalmente autorizado. E se provarem a teoria maluca de Johansen, destroca?

Fotos: Reprodução

Matérias Parecidas