Onde ficar em Buenos Aires: Palermo Soho <3

Resolvi que as férias passadas iam ser em Buenos Aires por ser uma cidade urbana que parecia divertida e bonita. Não conhecia nada nada sobre Buenos Aires que é grande como São Paulo, que é uma cidade lindíssima, onde um bairro é muito diferente do outro, e muda completamente a impressão da cidade, por isso resolvi começar dando um google nos bairos. Depois de ler várias opiniões eu já estava apaixonada por Palermo. Absolutamente tudo que eu li me fez pensar, é esse o lugar. E olha, é mesmo.

Primeiro que Palermo fica pertinho do Aeroporto Aeropark, são dez minutos de taxi (sai 30 pesos por corrida se o taxista não te roubar, mas ele provavelmente vai), o que já facilita muito as coisas. Segundo que todo lugar que eu lia sobre e queria conhecer era lá também. O Jardim Japonês, o Zoológico com os ursos simpáticos, o planetário que aparece no filme Medianeras (<3), a Av. Santa Fé e a Plaza Itália (onde você pega o ônibus para ir no zoológio de Lujan, o único do mundo onde você pode entrar na jaula do leão, tigre e outros).

E terceiro que a promessa da internet era que lá era super charmoso, cheio de lojinhas, cafés, gelaterias, restaurantes e padarias. Tudo verdade, que lugar feliz viu? Anotei vários restaurantes para saber onde ir, não fui em nenhum deles, não tinha como. A cada passo no bairro você cai em uma rua cheia de lugares que você quer entrar imediatamente. A gente saía para jantar sem planos, nem reservas e mesmo assim caía em um restaurante ótimo. Toda noite foi assim, e o passeio era lindo também. Ruas calmas, pessoas simpáticas, não sei se era tão seguro quando a gente tinha a impressão, mas caminhamos por ruas desconhecidas de madrugada sem problemas, os restaurantes têm cardápio na porta, você vê o preço, os pratos que tem e se não interessar, ao lado já tem outro. Comemos as massas e carnes mais incríveis de nossas vidas. E para a sobremesa tem lojinhas de cupcakes e docinhos muito newyorkinas.

palerno-soho-buenos-aires3

Ah e as padarias que misturam os quitutes argentinos com os franceses, é muito charme, sério. Macarrons, medialunas (um croissant fininho meio doce que eles amam lá, muito bom), empanadas (queso y cebolla por favor <3), várias belezinhas deliciosas. Era ótimo passear de tarde, fazer comprinhas nas lojinhas adoráveis e depois pegar quitutes pra comer na varanda do hotel, os mini piquiniques mais lindos do mundo <3 Ai to me descontrolando, vou comprar uma passagem para voltar agora.

Palermo é dividio em três bairros na verdade:
Palermo Soho, onde tem mais restaurantes, lojas, docerias, gelaterias e tudo de bom que tem no mundo, onde ficava o nosso hotel
Palermo Hollywood, que tem esse nome porque é onde tem estúdios de cinema e também por ser super vida noturna, com bares, lugares para dançar e tal, é bem animado
Palermo Viejo que é mais residencial e tradicional, não vimos muita coisa.

Hotel:
Nosso hotel butique super amável era o Esplendor Palermo Soho. Hotel butique é um negócio que tem por lá que são hotéis meio conceituais, com quartos diferentes super bem decorados, mas que tem um jeito mais de casa chique de alguém do que de um super hotel sabe? É bem aconchegando e mais barato. Recomendo muito o Esplendor por serem muito atenciosos lá, os quartos são bem grandes e é um lugar muito bonito com jeito de Nylon Magazine (tinha até revistas de modas fazendo photoshoots lá no dias em que estávamos)

esplendor-palermo-soho

Acesso ás outras partes da cidade:
Outro plus do bairro é que tem metrô fácil para conhecer as outras partes da cidade, como o centro onde fica a Casa Rosada e aquela coisa turística toda. Mas apesar do que falam, não achei nada legal para comprar por lá, tem bons restaurantes bons e baratos, mas a Avenida Cinco de Mayo e Corrientes não é tão legal assim. Recoleta e Puerto Madero tem que ir de taxi (não é para sair mais que uns 40 pesos), ou de ônibus.

Quando gastamos por noite:
Cerca de 100 pesos (50 reais) para duas pessoas comendo muito bem em restaurantes bem tops

O ruim de Palermo é que você talvez faça o que nós fizemos, não queira conhecer o resto da cidade por ter tanto para conhecer por lá. Acabamos indo até o centro por obrigação e voltando logo para continuar em Palermo, e mesmo assim não foi o suficiente.

palerno-soho-buenos-aires4

Dica 1: Domingo tem uma feirinha bem legal em Palermo Hollywood, com roupas, acessórios, coisas para decoração e etc.
Dica 2: As gelaterias de Palermo são melhores que as de Freddo. O sorvete da Argentina é fora do normal de bom, em todo lugar. Mas na Freddo pelo menos comigo veio o pedido errado e foram grosseiros.
Dica 3: Fomos na primavera e estava muito lindo por lá, mas a temperatura mudava bastante. Sai uma noite sem meu cachecol por parecer mais quente e voltei com uma bela gripe que me deixou na cama o último dia da viagem todo (E quem já pegou avião e depois estrada com dor de ouvido sabe como é horrível).

Fotos: Meow

Matérias Parecidas