Porque a Rússia é um país tão homofóbico?

Diariamente vejo pessoas comentando sobre violência entre pessoas com opções sexuais diferentes aqui no Brasil. São ações e mais ações pró e contra o relacionamento de pessoas do mesmo sexo.

Mas, perto da Rússia, o Brasil chega até a ser um país bem liberal quanto a isso. No dia 22 deste mês, o site norte-americano Buzzfeed publicou 36 imagens da parada gay na Rússia em 2013 e as imagens são, no mínimo, lamentáveis.

Casal Russo - Fonte: BuzzfeedE então, porque a Rússia é um país tão homofóbico?

A Rússia não é só muito homofóbica, como está se tornando cada vez mais homofóbica. Em junho de 2013, 42% da população da Rússia concorda que ser gay é motivo para punição criminosa [1].

Os outros motivos, segundos os próprios Russos, são:

• Ser gay é igual ter uma doença psicológica

A homosexualidade é historicamente vista como um problema psicológico, como se fosse uma doença. Durante muito tempo, alguns médicos e psicólogos Russos sugeririam que gays fossem presos para evitar contato com a sociedade.

Inclusive, isso é massivamente impregnado na cultura da Rússia. Frases como “йти в сумасшедший дом!” (Vá para um hospício!), são frequentemente utilizadas quando alguém apresenta um comportamento fora dos padrões.

• Segunda Guerra Mundial

A guerra levou 30% da população da União Soviética, perdendo aproximadamente 35 milhões de soldados [2]. Então como parte da campanha nacionalista, os cidadãos eram encorajados a reproduzir para dar continuidade a nação. Partindo disto, os homosexuais eram vistos como inimigos do estado, já que não podiam se reproduzir.

De modo geral, a Rússia nunca foi um país com muito tempo para conversar. Revoluções, Primeira Guerra Mundial, Segunda Guerra, Guerra Civil e a Independência da União Sovietica em 1990. Enquanto países do Ocidente, por exemplo, tiveram um certo tempo para colocar discussões de problemas civis em pauta.

• Pura ignorância

Assim como no Brasil, a Rússia é um país em crescimento constante, mas ao mesmo tempo existem muitas partes onde pessoas tem pouco acesso a informação, dificultando a formação de opinião e se tornando um alvo fácil para quem quiser manipular as idéias. Ao mesmo tempo, o governo da Rússia tenta distrair a população com brigas civis e perseguição dos próprios cidadãos.

É mais ou menos assim, a mídia, a mando dos governantes, promove um caso qualquer que envolva muita discussão e polêmica, assim consegue ter atenção do público, que gasta tempo e energia em assuntos que não vão mudar em nada o futuro do país. Parece até um lugar que eu conheço, com BBB, futebol, novelas e… bom, deixa pra lá.

Homem sendo reprimido pela polícia Russa na Parada Gay 2012

• Os homens precisam ser considerados dominantes

Por mais que isso pareça coisa do tempo das cavernas, muitos meninos Russos são ensinados que quando crescerem devem ser dominantes e agressivos. E as meninas devem aprender a cuidar da casa. E a idéia homosexual de um homem poder ser submisso a outro homem vai totalmente no caminho contrário a isso.

Enfim…

A Rússia vai hospedar em 2014 os Jogos Olímpicos de Inverno, e a polêmica da vez é que políticos Russos afirmam que não vão suspender a campanha antigay existente no país. Segundo eles, todos os atletas que tenham comportamento que seja julgado como “propaganda homosexual”, serão presos e podem até serem expulsos do país.

O fato é que a Russia vive um retrocesso em termos de tolerância. Mas ainda sim é necessário ressaltar que nem todo cidadão Russo pensa desta forma. Existem diversos grupos e pessoas que apoiam diferentes opções sexuais ou que pelo menos as respeitam, mas ainda são a esmagadora minoria.

Quando decidi criar este artigo, estava em mente levantar uma discussão que para nós, do Brasil, ainda é um tanto quanto desconhecido sobre o país que está do outro lado do mundo. Nós do Meow, apoiamos a liberdade de expressão e a quebra de padrões antigos da sociedade, acreditamos que não deve existir uma regra que dita como você deve ser, no que deve acreditar ou o que deve gostar.

No Brasil ou na Rússia, pessoas se esquecem que podem existir maníacos, psicopatas ou criminosos que são heterosexuais. Assim como podem existir pessoas de boa índole e caráter digno mesmo sendo homosexuais e vice-versa. Independente do que se acredita ou do que se gosta, o respeito pelo próximo deve vir acima de tudo.

Fontes:
Todas as informações citadas aqui são baseadas em comentários de Russos nativos.  Outras fontes: [1] – The Moscow News | [2] – Wikipedia

Fotos: Reprodução

Veja mais de

Matérias Parecidas