Quentin Tarantino e sua opinião sobre filmes violentos

O diretor de “Django Unchained” deu uma entrevista a rádio NPR comentando sobre seus novos trabalhos e o lançamento do novo filme. Mas o clima parece ter esquentado quando o entrevistador Terry Gross comentou sobre a relação de filmes violentos e massacres na vida real, como aconteceu recentemente na escola de Newtown nos Estados Unidos.

Quentin respondeu irritado, “Eu assistiria um filme de Kung Fu três dias após um massacre? Talvez. Porque eles não tem nenhuma relação um com o outro”.

“Você parece incomodado”, o entrevistador respondeu. Tarantino continuou “Há 20 anos sou questionado sobre os efeitos de filmes violentos na vida real e a minha resposta sempre será a mesma. Obviamente o problema é com controle de armas e saúde mental.”

O trabalho em filmes violentos é uma característica famosa do trabalho de Quentin Tarantino como roteirista e diretor. Desde “Reservoir Dogs”, quando começou sua carreira em 1992, até 2009 com “Inglourious Basterds”, e agora com “Django Unchained”, seu filme mais recente.

Fotos: Reprodução

Matérias Parecidas